SEGUIDORES

2 de maio de 2012

A GENTE BRIGA E FAZ AS PAZES

     Quantas vezes já ouvimos essa expressão: "a gente briga e faz as pazes depois." É assim  com  nossos filhos, maridos, amigos, irmãos e até mesmo com apenas pessoas conhecidas. Ai... Eu só quero entender uma coisa: para que tantas brigas????????

     Ultimamente a paz é muito preciosa para mim. Talvez porque eu já tenha atingido certa idade. Sei lá... Sinto-me cansada de barulho, confusão, separação, trânsito, fofoca e outras coisitas mais. Vai ver que estou ficando velha para "algumas" vivências.



    É preciso aprender a controlar a fúria e saber usá-la no momento certo. Há casos em que ela é justificável, por exemplo, em caso de salvar a sua própria vida. Mas não consigo entender o porquê das pessoas, e me incluo nesse rol, brigarem por coisas  tão banais.

- uma tolha que ficou estendida na cama,
- um filho que fez uma "arte" que é o melhor dele,
- um marido que chega em casa atrasado por causa do trânsito,
- a esposa que deixou queimar o feijão,
- o filho jovem que se apaixonou cedo demais,
- a amiga que não podê ir ao shopping com você, etc.

     O que me intriga mais, é que todo mundo briga porque tem opiniões diferentes. Algumas pessoas não são capazes de expor seu ponto de vista de forma pacífica e agradável. E, primordialmente, aceitar e escutar o ponto de vista do "outro".

Ninguém é igual a ninguém. Escutamos essa expressão em todos os lugares: na mídia, nas instituições escolares, em anúncios de televisão, na nossa casa, na casa do vizinho, da nossa própria boca. Por que ainda não aprendemos a lição? Está tão difícil assim de entender?

Quem descobrir a receita, por favor, não se faça de rogado, entre em contato.

Precisamos aprender esta lição de fato e para sempre.

Não acham?

Déia Reis






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu contato é muito importante para mim, por isso, deixe seu comentário. Obrigada pela visita!

Georgete Reis